LEITOR PERGUNTA: A EUCARISTIA É APENAS UM SÍMBOLO?

Nome: Natan Alves Lima
Data: 15 de Fevereiro de 2016
Horário: 15:45
Site 

Pergunta: Olá. Boa tarde. Em uma discussão com um protestante, ele me questionou sobre a eucaristia, falou que a eucaristia não pode ser o corpo e o sangue de cristo pois Jesus falou para “fazer isto em memoria de mim”, que aquela ação era apenas para nos lembrarmos da ultima ceia. Mostrei ao irmão protestante que a hóstia que comemos na comunhão é verdadeiramente o corpo e o sangue de Cristo de diversa maneiras. Gostaria que você me explicasse melhor essa expressão “fazer isto em memoria de mim” pois confesso que não entendo muito bem esse trecho.

Desde já agradeço a resposta. Deus abençoe.

RESPOSTA

Olá Natan! A paz do Cristo!

Salve Maria Ss!

Agradeço o envio do e-mail.

Pois bem, quando falamos sobre a passagem em que está escrito: “Fazei isto em memória de mim“, precisamos entender que Nosso Senhor não estava referindo-se aos elementos eucarísticos e sim a ação de “lembrar-se” do ato realizado pelo salvador naquela ceia derradeira.

Isto é, quando o padre reza na missa a oração eucarística e repete as palavras de Jesus de forma solene (“fazei isto em memória“), ele está afirmando que nós estamos celebrando novamente aquele momento e não que as espécies consagradas fossem simbólicas. O fazer memória está ligado a ação de realizar a ceia do Senhor, não em dizer que Cristo não está realmente presente no pão e no vinho.

É curioso que o “fazer memória” é um ato que deve ser sempre vivido e ao contrário do que os protestantes dizem, eles próprios, só relembram a última ceia uma vez no mês, uma vez a cada dois meses, isto quando não se faz uma vez ao ano (congregação cristã, por exemplo).

No mais, se Jesus estivesse apenas utilizando de elementos simbólicos para com a eucaristia, Ele teria dito: “Isto é a representação do meu corpo“; “Isto é simbolicamente o meu corpo“. “Isto significa o meu corpo“, ao contrário, o Cristo afirmou com todas as palavras: “ISTO É O MEU CORPO”; “ISTO É O MEU SANGUE”.

São Paulo deixa claro que há a presença real de Cristo na eucaristia, se assim não fosse, ele jamais diria coisas como essa:

Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do SenhorPor causa disto há entre vós muitos fracos e doentes, e muitos que dormem” (1 Cor 11,29-30)

Se quiser tirar mais dúvidas, escrevi uma refutação ao site protestante “CACP“. Se te ajudar, ficarei feliz.

Grande abraço e que Deus abençoe!

Dúvidas, à disposição!



Categorias:Espaço do Leitor

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: