EU NÃO CONHECI A VERDADE?

No dia 02/04/2014, fui questionado por um membro da minha antiga denominação protestante do porquê, havia deixado a igreja presbiteriana para tornar-me católico.

A conversa não possui um tom de “debate”, porém, está exposta no site para apreciação dos leitores.

OBS: O nome da pessoa será preservado pelo apostolado ACCATÓLICA. A identificação do(a) questionador(a) estará em vermelho e com a abreviação de “~R”.

~R – Olá Erick, td bem? Não tenho tanta intimidade com vc, mas li seu artigo e acredito que como ele está no face temos uma abertura para expor nossas opiniões… Vejo que passou durante uma boa parte da sua adolescência em conflitos religiosos, com pessoas extremamente religiosas (vai ver, por isso tanta indignaçao!). A palavra de Deus vai além de religião, ela não somente nos religa a Ele mas tmb “é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.” Hebreus 4:12. Assim sendo mto me surpreendeu a sua atitude! Entenda que não estou aqui para julgar… Bonitas suas palavras, mas vc conhecedor dela mto me admirou ao dizer que ” desejo que a Virgem interceda pela vida de cada pessoa…”. Onde está a função do nosso Senhor Jesus Cristo, além de nos salvar e nos purificar de pecados? Onde está a função do E.S que intercede por nós com gemidos inexprimíveis e nos consola? Maria em seu cântico exclamou que sua alma engradece ao Sr e o seu espírito se alegra em Deus, o “MEU SALVADOR” … daí vemos a sua rendição a Jesus. Blz, sem mais delongas. Espero que vc continue firme nos caminhos do Senhor! ” E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” Jo 8:32 João 8:32

Érick – Olá ~R! A paz de Jesus Cristo! Sem problemas. Qualquer artigo que escrevo e publico, é passível de comentário. Sempre que tiver algum questionamento, sinta-se a vontade em perguntar-me. Bom, vamos partes. Realmente, eu passei uma boa parte com “religiosos” protestantes, mas, isso de certa forma não representou um conflito e indignação, pelo contrário, ardeu em mim um forte desejo de descobrir outras confissões que fossem consistentes e foi ai que passei a querer estudar não só o catolicismo romano, mas também, a ortodoxia do oriente. É claro que “a palavra de Deus” está acima de qualquer ensino puramente humano, entretanto, o núcleo do aprendizado é descobrir quem copilou toda essa palavra que hoje, é utilizada por todas as denominações protestantes existentes. Infelizmente, a crença habitual dos evangélicos recai em pensar que a Igreja, esteve morta durante 1500 anos, até que Lutero, surgiu e revolucionou toda a tradição cristã. O que muitos não sabem é que o monge agostiniano, mesmo separado, continuou a acreditar no que a Igreja sempre preservou e as divisões que surgiram posteriores a “reforma” é que perderam a essência e hoje, ao olharem para a verdade da fé católica, ficam sem o devido entendimento. Um estudo profundo da história fará com que muitas barreiras caiam. Talvez por isso, hoje, já é possível encontrar muitos “ex-protestantes” que tem descoberto os mistérios da fé universal. Eu não sou o único ~R, não fui o primeiro e nem o último. Sendo assim, a palavra de Deus, formada e construída pela Igreja e para a Igreja, está a seu serviço como forma eficaz de santificar seu membros para que todos cheguem ao pleno conhecimento da verdade.

Agora sobre as “intercessões da Virgem“.

Em nenhum momento disse que Maria “nos salva” ou “nos limpa de todo o pecado“. Apenas escrevi que desejo que Ela interceda por cada um, para que todos cheguem ao conhecimento que Cristo é o Salvador e de que sua Igreja peregrina no mundo pela salvação da humanidade. A Igreja Católica, possui realidades espirituais que o protestantismo já perdeu a séculos. Não cremos apenas em uma Igreja que milita na terra e sim, em uma Igreja celeste que nos acompanha, como uma nuvem que nos cerca com bons testemunhos (Hb 12,1, Hb 12,22-23). Maria é parte da Igreja, a nova arca e é considerada desde sempre como a “Mãe dos Cristãos“. Ainda sim, é Cristo que nos salva, é Cristo que nos liberta e é Cristo que derramou seu precioso sangue pela humanidade. A Virgem é intercessora, assim como os santos (Ap 6,9-10), assim como nós (1 Tm 2,1). Limitar a Igreja de Cristo que faz parte de um único corpo (1 Cor 12,20), não é cristianismo. Ninguém pode limitar o corpo do Senhor e nada dessas funções, tiram o brilho e a adoração que se deve a trindade. Trabalhamos em conjunto, com todos os membros, com toda a mística de se crer que estamos unidos pela oração (Tg 5,16). Durante séculos, a comunidade cristã que reside em todo mundo, sempre celebrou essa fé (Rm 1,8).

Agora sobre o “Espírito Santo“.

O Espírito santo nos alegra (At 13,52), o Espírito Santo enche-nos com a graça de Cristo (Lc 4,1), o Espírito Santo nos inspira (At 4,8), o Espírito Santo faz com que profetizemos (Lc 1,67), O Espírito Santo nos ensina (Lc 12,12), o Espírito Santo aumenta nossa fé (At 10,44), o Espírito Santo revela (Lc 2,26), o Espírito Santo faz com que sejamos imitadores do Cristo (1 Ts 1,6), e o principal: o Espírito Santo faz com que tenhamos comunhão uns com os outros (2 Cor 13,14). Em nenhum momento, coloquei que Maria teria a função do sagrado espírito. Se “interceder” representa isso, nós também roubaríamos tal conceito, já que também, temos esse poder de orar pelos irmãos. Como pode ver, nada do que disse, tira a adoração do mistério da Trindade. Alias, Trindade essa que só é acreditada, porque a Igreja Católica, confirmou tal dogma no segundo e terceiro concílio da Igreja (Nicéia [325] e Constantinopla [381]) e formulou o “credo de fé” que é o simbolo apostólico que inclusive, é professado na igreja presbiteriana.

~R;

Bom, se caso tiver dúvidas, ou qualquer coisa do tipo, pode me questionar. Sinta-se livre para isso. Tenho um carinho muito grande por todos vocês!

Fique com Deus e que a paz do Senhor sempre esteja com todos!

Abraços!

~R – Sem questionamentos…Mtas coisas pode nos unir, mas mtas nos separam. Mas creio que a verdade é uma só. Cristo é o cabeça da igreja, Deus, o justo juiz e o Espírito que nos convence de todo pecado. (João 16). Abraços e fique na paz

Érick – Sim, com toda certeza! O mundo do cristianismo é muito grande e vasto. Não existem apenas “católicos e protestantes” e sim, ortodoxos, coptas e etc. O que precisamos é a inspiração do Senhor para entendermos o que necessitamos para testar nossa zona de conforto.

Paz e Bem!



Categorias:Debates

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: