2 respostas

  1. Legal Erick. Bem pratico e acessível. Há, inúmeros casos que Deus mandou que fossem feitas imagens, no caso do tabernáculo e do templo de Salomão, ele permite o uso de animais e anjos, para que estes reflitam as realidades espirituais daqueles objetos! Um, extremamente claro e o tampo da Arca da Aliança! Tampo em que anjos foram “encomendados” por Deus para que cobrissem o lugar do propiciatório. E ali, abaixo das asas dos anjos, o sangue deveria ser aspergido, para que Deus manifestasse sua Glória no meio do povo!

    Objetos também eram venerados por sua proximidade com os apóstolos como o lenço de Pedro, mostrando a apreciação da Igreja desde os primórdios com objetos que fossem um símbolo e memória (reliquia) das coisas celestiais.

    Deus, ao se manifestar no batismo de João, também apareceu como uma animal da criação, uma pomba. Ele não se importou de representar sua infinda Gloria, num animal limitado ao extremo, que bem mesmo espírito tem.

    Outra coisa são os antigos concílios sobre a Iconoclastia! Quando nos primórdios da Igreja primeiro se manifestou a intenção de “quebrarem” imagens sob o risco destas se tornarem objetos de culto em si mesmos. Os santos pais do passado, foram unânimes em que não havia necessidade e que era erro quebrar imagens que representassem realidades e personagens cristãos!

    O assunto é amplo e amplamente discutido desde os primórdios da Igreja. Mas a Igreja Católica, sempre manteve os dois lados dessa realidade, claramente definidos, como uma espada de dois gumes: enquanto as imagens ou desenhos de realidades ou personagens espirituais são úteis para refletir a nós e nos transportas às realidades celestes, o uso e devoção a estes, precisa ser sempre cheio de uma catequese rica e insistente na verdadeira riqueza da devoção que é a imitação da vida dos santos, e nao o apegar-se a objetos.

    O Documento de Aparecida é bem claro sobre isso.

    Parabéns pelo vídeo!

    • Olá meu irmão Marlon, Pax!

      Agradeço o comentário! De fato, a escritura revela abundantes exemplos do uso pleno de Imagens e ícones!

      Estamos resguardados pela tradição, escritura e magistério.

      Deus abençoe meu caro!

      Salve Maria!

      Érick

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: